sábado, 18 de março de 2017

RESENHA - Bela Redenção

Depois de uma ótima experiência com Bela Distração, estava curiosa para o próximo livro dos Irmãos Maddox, Bela Redenção. Jamie McGuire nos apresenta Liis Lindy, uma agente do FBI - que me fez lembrar um pouco a Sandra Bullock em Miss Simpatia (amo) - que "fugiu" de Chicago por conta de um relacionamento horrivelmente chato. Liis, agora em San Diego, só quer saber de trabalho, assim como seu chefe, que também saiu muito abalado do último relacionamento.
Na primeira noite dela na Califórnia, Liis vai a um bar e conhece Thomas. Depois de uma noite incrível, a agente deixa bem claro ao maravilhoso homem que conhecera que não estava emocionalmente disponível. No dia seguinte, a protagonista começa seu primeiro dia de trabalho. A princípio está se adaptando bem; fez uma amiga chamada Val, e está muito confiante de si mesma. Porém, quem é seu chefe?... Exatamente, Thomas! (também chamado de agente Maddox) E, para completar, os dois descobrem que moram no mesmo prédio. Após o choque inicial de ambos, Liis e Thomas percebem que tem uma inevitável atração um pelo outro. Aos poucos, vão se aproximando, mesmo sem querer. O problema é que, aparentemente, Liis não quer começar um relacionamento, e Thomas ainda não superou sua antiga namorada, e, juntos, eles vão descobrir se é possível deixar tudo isso de lado e se entregar ao amor.

É muito interessante ver como os livros estão interligados, e é incrível as diferentes personalidades dos Irmãos, ainda que eles tenham aquele feeling de Maddox. Mas eu não tenho muita certeza se gostei da personalidade da protagonista. Aliás, acho que nem foi isso que me irritou, mas sim sua incerteza sobre tudo. O casal vivia brigando, e parecia que não se escutavam! Thomas podia ter sido mais claro também em relação aos sentimentos, e assim não provocaria tanta dúvida em Liis. Mas, tirando isso, a leitura foi bem boa, com um final - não surpreendente, mas - muito legal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário