sem criatividade para um título

Saindo da padaria, a mulher não fazia ideia do que a esperava. Levava uma vida calma e solitária, e a leve chuva que caia era a sua única companhia. Saiu caminhando lentamente na direção de sua casa, nem um pouco preocupada em se molhar. Observar a brincadeira das crianças, os carinhos trocados pelos namorados... tudo isso a fazia feliz. E foi isso que a mulher fez até chegar no seu destino. Mas o mundo dá voltas. Agora, era a vida dela que daria aos outros o que falar.
Ao ver o que a aguardava no portão do sobrado, seu coração quase parou. Lágrimas brotaram em seus olhos e ela foi abrindo um tímido sorriso, alheia aos latidos do cachorro da vizinha. O seu primeiro amor estava lá, esperando seu abraço. Depois de tanto tempo, ela quase o havia esquecido. Quase.
Mas foi se lançar nos seus braços, deixando as sacolas caírem, que tudo voltou. Todas as sensações, todas as emoções. E foi assim que começou o seu tão desejado "final feliz".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O segredo do amor próprio - Feliz Dia da Mulher!

RESENHA - O Poder da Língua

Está tudo bem em não estar bem