domingo, 11 de junho de 2017

Reflexão sobre João 14

Passei a semana toda com um trecho desse capítulo na cabeça. Praticamente todos esses dias, eu abria a Bíblia e relia esse texto que tanto me marcou. Hoje li o resto e tudo fez ainda mais sentido. Bom, vamos começar pelo começo.
No primeiro versículo, Jesus fala para o nosso coração não se perturbar. Já podemos perceber aí como a Bíblia é atemporal. Se desde aquela época já havia preocupações, que dirá agora no século XXI! Mas mesmo com todas as tribulações, não devemos ser ansiosos, nem ter o coração perturbado. (Voltaremos nesse assunto mais adiante)
No versículo 5 Tomé pergunta a Jesus como podemos saber o caminho para onde Ele vai. Muitas pessoas buscam intensamente o caminho para Deus, para uma conexão com uma força maior, ou pelo menos para chegar a um certo nível de espiritualidade. Mas Jesus respondeu "Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, a não ser por mim". Então, Jesus é o único caminho para Deus. Quem conhece, acredita, segue, e ama Jesus, encontra Deus. Podemos procurar em qualquer religião, lugar, ou pessoa, porém a única verdade é Jesus - vejam bem, Jesus; não a religião cristã.
E a respeito disso temos outro trechinho bem importante: o versículo 9. Lá, a melhor pessoa que já existiu, fala "Quem me vê, vê o Pai". É só olharmos para as obras e palavras de Jesus que passamos a entender Deus, já que a vontade do Pai se cumpria na vida do Filho. Ele continua falando disso no versículo 10, onde fala que o Pai, que vive nele, está realizando sua obra. Podemos conhecer bem uma pessoa quando vemos tudo o que ela faz. Assim também é com Deus e suas obras através de Jesus.
Agora vamos para uma parte que, aparentemente, nem todo cristão se deu conta: quem ama, obedece. Muita gente diz amar a Deus, mas não procura obedecer Ele. Claro que todo mundo erra e tem seus defeitos, mas dizer que ama e ficar por isso mesmo não foi o que Jesus disse no versículo 15. Obedecer a Deus vai além de ler a Bíblia e fazer o que acha que é certo. Obedecer a Deus é ler a Bíblia, tomar consciência do que ela fala, e tentar praticar no dia-a-dia. Talvez seja por isso que tantas pessoas têm uma ideia errada sobre o que é ser cristão... Obedecer a Deus é estar atento ao Conselheiro - o Espírito da VERDADE - que Deus nos mandou. Esse Espírito tão desconhecido pelo mundo, nos ensina e lembra tudo o que Jesus falou. Se estamos sensíveis ao Conselheiro (o próprio nome já diz que sua função é nos orientar e ajudar), é bem mais fácil pôr em prática os conceitos da vida cristã. 
Agora, voltando a parte sobre não ficarmos aflitos nem preocupados. O versículo 27 diz "Deixo-lhes a minha paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo". Jesus nos DEU a paz dEle. É de graça! Essa paz não é aquela falsa paz que sentimos através de drogas, bebida, palavras superficiais, ou simples prazeres como fazer compras, comer, dar uma cochilada de tarde. Essa paz refrigera a nossa alma e ao mesmo tempo ascende uma chama escondida. Essa paz nos faz descansar e e nos dá energia. Ela nos acalma e nos anima. Essa paz não é passageira. Essa paz, quando estamos em uma situação perigosa, nos faz perder o medo, pois lembramos que Jesus está conosco. 
Esse capítulo mostra que Jesus é a resposta. Jesus é o que tanto procuramos e não achamos. Jesus é a vida e a liberdade que queremos e não temos. Quem acredita em Jesus e ama Jesus, acredita em Deus e ama Deus. A partir daí, viver nesse mundo louco, com tantas coisas horríveis acontecendo, fica bem mais fácil, pois temos a paz que não é passageira. Se tu sente um vazio dentro de ti, vai por mim: a única pessoa que pode preencher isso é Jesus. Ele não é uma figura religiosa. Ele é um pai, um amigo, um conselheiro, e é lindo! Por quê não tentar conhecer Ele?