segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Céu

Olhar pro céu faz eu me sentir bem
Me faz sonhar e planejar o futuro
Faz eu achar que tudo é possível (e, de fato, é)
Ao olhar pro céu, eu me sinto pequena, e ao mesmo tempo grande
Me faz viajar
Me faz pensar
Olhar pro céu traz memórias felizes, outras nem tanto
Me dá uma sensação de melancolia
Me traz nostalgia
Mas, no fim, tudo fica bem
Ao olhar pro céu, me dá uma vontade de viver
Me sinto plena e forte
Me sinto necessitada e sensível
É uma mistura de todo tipo de emoção
(Mas sabemos que são as boas que predominam)
E, principalmente, ao olhar pro céu, eu vejo o amor
O amor de Deus
Tudo isso, quando olho pro céu

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

A oculta necessidade do cavalheirismo

É de conhecimento de todos que a sociedade vêm mudando cada vez mais. A tecnologia avançando, pensamentos - antes tão certos e indiscutíveis - se renovando, costumes mudando... Mas o meu ponto principal no momento são esses costumes, focando no cavalheirismo. Obviamente, todos nós estamos em constante estado de evolução - seja fisicamente, mentalmente ou emocionalmente -, e isso reflete no nosso jeito de agir. Mas será que toda "evolução" é boa? Não precisamos mais do dito tão antigo e antiquado cavalheirismo
Tenho prestado mais atenção nos últimos dias, e me parece que as mulheres estão sedentas pelo cortejamento, e os homens (alguns; os que tem caráter e valorizam a mulher), para cortejá-las. Talvez seja pela minha recente - e tão proveitosa - leitura de romances de época que tenho ficado com esse pensamento martelando na cabeça, mas ligando fatos (relatos de amigas apaixonadas, vídeos de resenha de romances etc) percebo que isso realmente existe. 
Muitas vezes o homem tem certa atitude com uma mulher só com a intenção de fazê-la se sentir bem. Pagar a conta do restaurante, abrir a porta do carro, fazer um elogio, não é machismo. Às vezes o cara fala "minha mulher" e a moça fica ofendida. Eu não vejo nada de mais nisso; ele só está esclarecendo que a própria é a namorada/esposa dele. Não é machismo. A maioria dessas coisas, como já falei, é para a mulher se sentir lisonjeada.
Mas, assim como existe mulheres que não estão nem aí para a maneira que vão ser conquistadas, existem homens que, na minha opinião (como tudo que está escrito aqui), não prestam, e acham que cavalheirismo parou na metade do século XX, e olhe lá. É com esses homens que devemos ter cuidado (digo isso para as meninas/mulheres românticas iguais a mim), se estamos querendo ser lisonjeadas e paparicadas. Claro que aquela coisa,
às vezes monótona e brega do século XVIII, XIX, está FORA DE QUESTÃO. Mas um pouquinho de romance... acho que todo mundo quer, né?
Bom, minha conclusão é que, na medida certa, o cavalheirismo é super válido. E minha dica para as mulheres que desejam isso é: exijam e façam por merecer (não adianta muito ficar se atirando pra tudo que é cara e depois querer ser respeitada e "aplaudida")! Os homens não irão fazer isso, a não ser que vocês, com sutileza (e mais que isso até), peçam. E homens: abram o olho e revejam suas atitudes ;)